Mulher cristã é virtuosa e compara-se ao rubi

“Mulher virtuosa quem a achará? O seu valor muito excede o de rubis” (Pv 31.10).

No próximo dia 8 de março, comemora-se o Dia Internacional da Mulher e nós não poderíamos jamais deixar de prestar nossa homenagem, nosso reconhecimento a essa personalidade tão importante. A Bíblia, quando se refere à mulher, e isso falo com propriedade e destaque, com esmero e carinho. Salomão diz que o valor da mulher excede ao do rubi. Ele acerta ao assim falar, pois fala com o conhecimento de quem viveu no berço da sabedoria. A palavra rubi deriva-se do latim “rubinus”, de ruber, vermelho. Trata-se de uma pedra preciosa transparente, de um vermelho vivo. O filho de Davi e rei de Israel, ao referir-se a esta gema, tinha em mente uma das variedades de “coríndon”, o mais exuberante, o mais valioso e espécie mais rara e preciosa dentre as pedras preciosas: o rubi oriental. O rubi é tão importante para a indústria que os instrumentos de alta precisão se utiliza dele. Ele é de valor altíssimo porque reúne propriedades físicas de cor, brilho, dispersão e dureza que determinam o valor da gema. Gemas preciosas só são quatro: o brilhante, a esmeralda, o rubi e a safira. De posse de todas essas informações, podemos homenagear todas as mulheres deste imenso Brasil. A mulher cristã, é de um valor extraordinário. Ela é responsável pelo sucesso ministerial do seu esposo e, também, conduz eficazmente os seus filhos no caminho do Senhor Jesus Cristo, o caminho da Salvação. Não foi por um acaso que Salomão a comparou a um rubi oriental. A mulher cristã tem tudo a ver com as qualidades e características dessa gema preciosa. Ela é de um valor alto, pois foi comprada por um valioso preço, o sangue de Cristo. Tem um brilho diferente que encanta e a enaltece, pois ela brilha como um luzeiro no mundo. É de uma dureza extraordinária, ou seja, dureza porque não cede aos caprichos e intentos de Satanás, mas se mantém firme no altar de Cristo, procurando, com diligência, ser um vaso para uso exclusivo do Espírito Santo. Os rubis são mais valiosos e apreciados quando são intensamente coloridos e transparentes. De igual modo é a mulher cristã. Ela, quando busca a Deus e se lança na obra, nada tem a esconder. É transparente e sua vida é tal como uma carta, a carta de Cristo, descrita pelo apóstolo Paulo. Antecipadamente, quero de coração formular efusivos votos de felicidades a todas as mulheres por seus Dia Internacional, 8 de março de 2014, o qual foi conquistado com trabalho e dedicação. Parabéns!

Caso o amigo e irmão deseje ler a Coleção Nas Asas do Espírito, entre em contato comigo e adquira todos os livros por um preço espetacular, é só fazer contato pelos telefones (61) 9551-9827 (claro) ou (61) 8195-1942 (TIM) e ainda (61) 3242-4456, email orcelio.orcelio@gmail.com e farei o possível para que os livros cheguem em suas mãos, uma vez que você não os encontrará, ainda, nas principais livrarias nacionais.

Anúncios

Um “check up” necessário

“Põe-se a mesa, estendem-se tapetes, come-se e bebe-se. Levantai-vos, príncipes, untai o escudo” (Isaías 21.5).

Diariamente o cristão deve fazer um balanço de tudo que ocorreu no decorrer do dia. Procurar agradecer ao Senhor pelas coisas boas e bem sucedidas, e tirar lições preciosas daquelas que contribuíram para seu desânimo, insatisfações e prejuízos outros, tanto no contexto material como no espiritual. O texto de Isaías, nos mostram algumas verdades capazes de proporcionar edificação e alento à minha e a sua alma, porquanto gostaria de compartilhar com você: – “põe-se a mesa…” – sugere do cristão uma atitude mais íntima com o seu Senhor. A mesa é símbolo de comunhão. Era na mesa da proposição onde ficavam os doze pães, devidamente frescos, bem arrumados e que representavam as tribos de Israel: “porás sobre a mesa os pães da proposição diante de mim perpetuamente” (Ex 25.30). Se não houver comunhão entre os membros do Corpo de Cristo, jamais se alcançará vitória plena, não haverá salvação de vidas na congregação, bem como cessará a manifestação poderosa do Espírito de Deus; – “…estendem-se tapetes…” – os tapetes são colocados em ocasiões especiais. São de preços elevados, para os nobres. Eles devem ser expostos para que autoridades possam passar por eles, ostentando a riqueza do anfitrião e, também, a honra devida ao convidado. A lição que se tira aqui é que, o cristão, não pode perder sua honra, sua autoridade. Não deve ele se dobrar diante dos caprichos do mundo e às vontades de Satanás, mas procurar andar de cabeça erguida, usar a autoridade dada pelo Senhor e receber as honras devidas por ser filho do Altíssimo; – “…come-se e bebe-se…” – a autoridade do cristão só será posta em prática se ele for fiel à Palavra de Deus. O profeta Jeremias, ao comer o Rolo, tornou-se rico espiritualmente falando. Cheio de autoridade e poder. Desempenhou a função de profeta com extrema comunhão com o seu Deus. Foi um homem cheio de disposição e amor, além de ser zeloso pela obra a ele confiada. Quando o cristão come a Palavra de Deus e bebe de um mesmo Espírito (1 Co 12.13), de uma mesma “pedra espiritual”, que é Cristo (1 Co 10.4), sua vida resplandece a glória de Deus; e – “…Levantai-vos, príncipes, untai o escudo” – antes de se apresentar para qualquer atividade, seja ela simples ou complexa, na “casa do Senhor”, é preciso se tomar uma postura: “levantar-se”, ou seja, mostrar que está vivo, pronto para se usado pelo Espírito Santo. Deus muitas vezes quer falar com seus filhos, porém, não os encontra de pé: “E disse-me: Filho do homem, põe-te em pé, e falarei contigo” (Ez 2.1). Ninguém luta deitado, nem anda se não estiver de pé. Diz o Senhor: “… levanta-te entre os mortos e Cristo te esclarecerá”. Quantas coisas o cristão deixa de realizar e receber porque não está de pé. O cristão precisa reconhecer sua própria identidade: Ele é príncipe, filho do Rei da Glória! logo, não pode abrir mão de sua posição, de suas riquezas, de sua coroa. Não pode jamais negociar os seus bens, ou mesmo trocá-los por ofertas, muitas vezes tentadoras, oferecidas pelo inimigo dos salvos. Para o cristão se tornar um vitorioso nesta vida, mais que tudo é preciso exercitar a fé. A Bíblia diz que na armadura do cristão está o “escudo da fé”. Sem fé é impossível agradar ao Senhor, logo, é preciso manter a fé ativa, e se o escudo for untado com óleo, a espada e os dardos do inimigo encontrarão dificuldades para atingi-lo. Reflita neste assunto, procure ter mais comunhão com Deus e seu irmão e valorize sua posição de príncipe e use a autoridade que o Senhor te Deu.