Nunca se esqueça de agradecer

“Assim, pois, as igrejas em toda a Judeia, Galileia e Samaria tinham paz e eram edificadas e se multiplicavam, andando no temor do Senhor e consolação do Espírito Santo” (At 9.31).

Para se conseguir algum êxito na vida espiritual ou material é preciso agradecer a Deus por tudo quanto Ele tem feito por nós. Agradeço a Deus todos os dias pela minha salvação e pelo ministério a mim confiado. Tenho convicção de que Ele está aprovando meu pastorado; tenho o incentivo da igreja que estou pastoreando e o apoio irrestrito de minha família. É muito gratificante quando todos estão remando num só sentido, buscando os mesmos objetivos e lutando pelos mesmos ideais, o que nos motiva a todo instante a realizar uma grande obra para Deus. Tal como as igrejas nos dias de Paulo, que tinham paz (unidas), eram edificadas (bem alimentadas), multiplicavam-se (progresso na obra da evangelização) e andavam no temor do Senhor (razão pela qual eram consoladas pelo Espírito Santo), assim estamos contemplando o mover do Espírito Santo em todos quantos permitem a ação gloriosa dEle em cada coração. A oração e a união são duas armas capazes de manter o carro (a igreja) no trilho, no caminho, de modo que ela se mova e prossiga unida e edificada, sempre aniquilando o poder do inimigo que investe contra cada um que se propõem a servir ao Senhor Jesus Cristo. Jamais deixe de agradecer ao Senhor por tudo que ele tem feito por você. Quando a pessoa agradece outras bênçãos são acrescentadas as nossas vidas. “… Não creia em todo espírito, mas provai se os espíritos são de Deus; porque já muitos falsos profetas se têm levantado no mundo” (I Jo 4.1). Não se abale com qualquer notícia. Na dúvida, procure seu pastor e ele lhe esclarecerá. Conto com você nesta luta, de sempre agradecer a Deus por tudo que Ele tem feito em nosso meio!

Caso o amigo e irmão deseje ler a Coleção Nas Asas do Espírito, o o livro Avistei o Farol entre em contato comigo e adquira todos os livros por um preço espetacular, é só fazer contato pelos telefones (61) 9551-9827 (claro) ou (61) 8195-1942 (TIM) e ainda (61) 3242-4456, email orcelio.orcelio@gmail.com e farei o possível para que os livros cheguem em suas mãos, uma vez que você não os encontrará, ainda, nas principais livrarias nacionais.

Anúncios

O almoxarifado e o celeiro de nossas vidas

“E se encherão os teus celeiros abundantemente, e trasbordarão de mosto os teus lagares” (Provérbios 3.10).

O salmista Davi, salmodiando com alegria falou sobre o seu desejo de ser feliz e que a sua felicidade fosse também desfrutada por seus filhos e pelo seu povo: “Para que nossos filhos sejam como plantas, bem desenvolvidos na sua mocidade, para que as nossas filhas sejam como pedras de esquina lavradas, como colunas de um palácio. Para que os nossos celeiros se encham de todo o provimento…” (Salmo 144.12,13). A vida do cristão guarda uma certa semelhança com o almoxarifado ou a um celeiro.  O almoxarifado é um setor de grande importância para uma empresa, porque ali se exige o controle do estoque, ou seja, quantidade, reposição, armazenagem, validade, controle do uso, mercadorias e produtos de um modo geral; já no celeiro se guardam as provisões para muitos dias ou anos. Um ilustre empresário certo dia, resolveu visitar todos os setores de sua empresa e quando chegou ao almoxarifado ficou surpreso com a quantidade de peças usadas, semi-novas e até mesmo novas, porém com defeitos, estocadas no recinto. Então, ele perguntou ao responsável: como você quer que eu construa um outro almoxarifado maior se esse é suficiente? Basta tão somente se desfazer das peças velhas, das semi-novas e das peças novas defeituosas aqui estocadas. Assim procedendo sobrará espaço e ai, então, se renovará o estoque. De igual modo é a vida cristã, que necessita de constante renovação a fim de não impedir as bênçãos novas que o Senhor tem reservadas para os seus. Se o coração está que nem um poço entulhado, então, faz-se necessário retirar o indesejável, ou seja, os ressentimentos, as injúrias, a perversidade, a tristeza, a angústia, a ira, a inveja, as más lembranças, e tudo aquilo que estiver impedindo o Espírito Santo fazer em sua vida. Paulo disse: “Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é: as coisas velhas já passaram, eis que tudo se fez novo” (2 Co 5.17). Quando o cristão se deixa ser renovado pelas bênçãos celestiais, outras bênçãos passam a fluir com mais frequência em sua vida e sua utilidade na obra de Deus torna-se crescente e abundante. Um almoxarifado tem que ser organizado, limpo e agradável para se trabalhar. O celeiro tem que está bem cheio para suprir todas as necessidades. A Bíblia diz que “…o trigo é recolhido no celeiro de Deus” (Mt 13.30). O trigo é símbolo da Palavra de Deus, o alimento diário do cristão. Você tem armazenado trigo no seu celeiro? Você tem guardado a Palavra de Deus? O que você tem guardado no seu coração que está lhe trazendo prejuízos espirituais? Lance fora todo o desgosto!