Fome pela vida!

“E também todos os que piamente querem viver em Cristo Jesus padecerão perseguições.” (2 Timóteo 3.12).

 

Quer conhecer o mundo como ele realmente é? Então, comece a andar pelas ruas e observe os “donos do pedaço”. Uns cuidam de alguns espaços que antigamente chamávamos de públicos. Você não tem sossego, nem paz, pois eles estão por todos os lugares, são pessoas necessitadas, outros com expressões de sofrimento, outros com sintomas de quem estão tremendamente endemoninhados, precisando urgentemente de libertação e de salvação. Eles não entram nas igrejas, eles fogem da família, dos parentes e se lançam por esse mundo pedindo alguma coisa a um e a outro. Alguns invadem as lixeiras e catam algum resto de comida, o que provoca no meu íntimo uma dor inexplicável. A realidade do mundo é algo que causa dó e tristeza na alma. Esses que estão nas ruas, e que precisam do meu e do seu amor, crescem e outros até nascem ali mesmo e se criam ali. É uma realidade que tem tomado conta das grandes metrópoles. O que fazer por essas pobres e miseráveis criaturas? Onde está o Estado? A igreja faz o que pode, dentro de suas limitações, mas ainda é pouco. Eles até choram quando falamos de Cristo, porém, o Evangelho por si só não os tira das ruas, pois algo muito mais prático faz-se necessário dar a essas pessoas; não somente amor, mas condições de vida e reintegrá-los à família e a sociedade. Muitos até perecem nas ruas, e isso é muito triste. Eles têm fome pela vida, e com uma vida tão fragilizada, vão vivendo como podem!

Anúncios

“Sentindo-se como uma carroça!”

“A vós também, que noutro tempo éreis estranhos, e inimigos no entendimento pelas vossas obras más, agora, contudo vos reconciliou.” (Colossenses 1.21.).

Lendo outro dia um livro eu me deparei com a expressão de um paciente que falou dessa maneira para a psicoterapeuta: Estou me sentindo como uma carroça!” É a pura verdade, quando a pessoa está longe de Deus, mergulhada em seus problemas, crises diversas, em todos os contextos da vida, é como uma carroça que cruza as ruas da cidade e vai jogando em cima tudo que vai achando pelas calçadas e encostado nos postes. Sobras, lixos, coisas que as pessoas não querem mais. Paulo escrevendo a Tito ele relata o passado de alguns que se converteram ao Evangelho de Cristo, ou seja, o que tinha em cima da carroça, que fazia com que o peso fosse insuportável: “Porque também nós éramos noutro tempo insensatos, desobedientes, extraviados, servindo a várias concupiscências e deleites, vivendo em malícia e inveja, odiosos, odiando-nos uns aos outros.” (Tito 3.3). Esse lixo, todo o homem sem Deus carrega em seus ombros, como fardo pesado, que não lhe permite se aproximar do Espírito Santo. São iniquidades que se avolumam tornando o fardo pesado, porém, o Senhor Jesus diz para ti: “Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração; e encontrareis descanso para as vossas almas. Porque o meu jugo é suave e o meu fardo é leve.” (Mateus 11.28-30). “Sentindo-se como uma carroça!” – Quero dizer para você para não se sentir como uma carroça, mas levante-se, ressuscite espiritualmente e permita o Espírito Santo retirar o lixo que esteja, por ventura, acumulado em seu coração, a carroça que todo homem carrega. Jesus diz: “O que contamina é o que sai e não o que entra”. Se a carroça, ou seja, seu coração estiver de coisas ligadas ao pecado, então, é provável que venha a contaminar sua alma. Se isso está acontecendo em sua vida, então, permita Deus limpa o teu interior, para você não se sentir como uma carroça e poder andar como filhos da luz: “Porque noutro tempo éreis trevas, mas agora sois luz no Senhor; andai como filhos da luz.” (Efésios 5.8).

Não cuidaram das minhas ovelhas!

Eu mesmo apascentarei as minhas ovelhas, e eu as farei repousar, diz o Senhor Deus.” (Ezequiel 34.15).

 

É triste quando Deus tem que tirar de nossas mãos a autoridade dada anteriormente, por pura negligencia ou falta de atitude ou interesse em realizar eficazmente a sua ordem ou determinação. No texto em lide é está dizendo para os pastores de Israel, para os líderes e sacerdotes, para os reis e anciãos de Israel: “Eu mesmo apascentarei as minhas ovelhas, e eu as farei repousar, diz o Senhor Deus”. Há muitos líderes religiosos e pastores de expressão mundial que não fazem mais parte do time de Deus, ou seja, já receberam o aval para deixar o cajado nas mãos de outro, porém, não atentaram ainda qual seja a vontade de Deus. Já foram titulares em suas posições, onde do Senhor, receberam todo apoio, orientação, poder e unção, mas hoje, vivem de passados e não aceitam ficar na reserva, no banco, com todas as honras dadas pelo Cordeiro de Deus, porquanto, realizaram uma excelente obra para Deus. Por causa de atitudes como essas é que Deus diz a esses líderes: “Vivo eu, diz o Senhor Deus, que, porquanto as minhas ovelhas foram entregues à rapina, e as minhas ovelhas vieram a servir de pasto a todas as feras do campo, por falta de pastor, e os meus pastores não procuraram as minhas ovelhas; e os pastores apascentaram a si mesmos, e não apascentaram as minhas ovelhas.” (Ez 34.8). Isto é uma realidade! Por causa dessas insensibilidades, onde o Espírito Santo, não tem mais voz no coração desses líderes, é que a igreja de Cristo, a noiva imaculada está sofrendo por esse mundo a fora. Há inúmeros deles que não conseguem mais doutrinar, nem ensinar, porém, continuam à frente do trabalho, sem permitir que outros pastores mais jovens e dinâmicos assumam a responsabilidade de pastorear as ovelhas de Cristo. O Senhor um dia disse a esses pastores: “… amas-me? Disse-lhe: Sim, Senhor, tu sabes que te amo. Disse-lhe: Apascenta as minhas ovelhas.” (João 21.16). Porém, hoje Ele diz: Eu mesmo apascentarei as minhas ovelhas, e eu as farei repousar, diz o Senhor Deus.” (Ezequiel 34.15). Eu mesmo apascentarei as minhas ovelhas… Outros há que são mais preocupados consigo mesmo, com o status, com viagens, reuniões e visitas ao campo missionário, que se esquecem de olhar o rebanho. Eu não digo que não se deva visitar os missionários no campo, mas também digo que há outros pastores no ministério que podem prestar o apoio necessário. Esses pastores, quando voltam de suas longas travessias, algumas ovelhas se desgarraram, outras adoeceram, outras foram comer comida estragada em outros pastos, e por ai vai. A Bíblia diz: “Procura conhecer o estado das tuas ovelhas; põe o teu coração sobre os teus rebanhos.” (Provérbios 27.23). Deus está dizendo para o pastor amigo: ponha os seus olhos sobre as ovelhas, porquanto, o ladrão, o mercenário está de olho nelas. Se não fizer isso, Deus vai pastorear o rebanho, Ele mesmo!

Veja ai a admoestação do Senhor: “Filho do homem, profetiza contra os pastores de Israel; profetiza, e dize aos pastores: Assim diz o Senhor Deus: Ai dos pastores de Israel que se apascentam a si mesmos! Não devem os pastores apascentar as ovelhas?” (Ezequiel 34.2 O inferno ao longo dos séculos tem arrebanhado muitas vidas que um dia foram de suma importância na igreja: bons coristas, bons músicos, bons pregadores, bons ensinadores, excelentes educadores, maravilhosos pais, extraordinários administradores eclesiásticos, fiel obreiro, dinâmico líder de mocidade, excepcional professor da EBD e de seminários teológicos, porém, não foram bem cuidados, bem alimentados, bem amados, e acabaram caindo no caminho da esquerda, o caminho largo, de porta larga, cujo líder é o deus deste século, Satanás. É muito triste para um pastor ouvir de Deus: Não cuidaram de minhas ovelhas!

Não jogue a sua família contra a igreja

“Alegrei-me quando me disseram: Vamos à casa do Senhor.” (Salmos 122.1).

 

É muito comum hoje em alguns membros de famílias evangélicas desenvolverem sentimentos de ressentimento contra a Igreja de Jesus Cristo. Quem é a igreja? – A igreja sou eu e você, tirados do mundo, lavados no sangue do Cordeiro que é Cristo. Eu e você, que nascemos da água e da Palavra, ou seja, nascemos de novo, onde as coisas velhas ficaram para trás e tudo se fez novo. A igreja deve ser amada, agradável, edificante, lugar onde se possa encontrar felicidade, alegria completa, a alegria da salvação e o gozo e paz perfeita. A igreja jamais poderá se tornar uma inimiga da família, todavia, a igreja é formada de famílias salvas e remidas, que um dia decidiram aceitar a Cristo como Senhor e Salvador de suas vidas. É triste quando vemos membros de alguma família ressentidos com a igreja, representada por mim e por você. Quando o casal se dirige para igreja ou dela para casa e faz no interior do carro, ou em seu próprio lar ou mesmo em algum ambiente onde a família se reúne, algum comentário negativo sobre a igreja, e a igreja, meu caríssimo leitor, sou eu e você, então, começa ali uma rejeição à noiva de Cristo. Quanto mais se fala mal da igreja, e a coloca em situação de critica constante, o chamado “fogo cerrado”, então, os ressentimentos irão aumentar no coração dos membros da família, e poderão se transformar em ódios, levando as pessoas a tomarem partidos, formarem exércitos devastadores do bem e da ordem, o mesmo, aumentar o número de desanimados, e frios na fé. O salmista sentia prazer, alegria e gozo na alma por ter que comparecer à casa do Senhor, hoje, o templo, onde cultuamos ao Senhor. Lugar abençoado, onde podemos ouvir a Palavra de Deus e sair alimentados para enfrentarmos as batalhas espirituais que se levantam em nossa caminhada cristã. A igreja, eu e você, necessitamos de um ambiente de paz, pois no meio em que vivemos, conturbado e nocivo, nos abate espiritualmente, todavia, quando chegamos ao local de culto precisamos encontrar paz, amor, fé, esperança e outras coisas maravilhosas. Ali é lugar de se louvar e aprender de Deus. E meu apelo querido irmão em Cristo é para você e eu, não jogarmos a família contra a igreja de Cristo e vice-versa.

Deus executou o seu Plano…

“Porque todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo” (Romanos 10.13).

Deus jamais poderia ter executado o Seu Plano de salvação tendo que usar os anjos, ou mesmo o homem. Tinha que ser Ele mesmo, mas como seria isso? Deus através de seu único Filho Jesus Cristo, o fez tomar a forma de homem, nascendo de mulher a fim de proporcionar ao homem a oportunidade de se reconciliar com Ele para ser salvo e alcançar a vida Eterna em Cristo. Paulo o grande líder do Novo Testamento, recebeu a incumbência de dar expressão à natureza da salvação. Ele foi alcançado por Cristo ressuscitado no caminho de Damasco e a partir de sua conversão, saiu pelo mundo de então, pregando, ensinando e doutrinando a igreja do Cordeiro mediante epístolas/cartas escritas para expandir as igrejas por ele estabelecidas. A salvação de vidas não é obra de homem, mas do Senhor. Diz o salmista: “A salvação vem do Senhor; sobre o teu povo seja a tua bênção.” (Salmos 3.8). O escritor de Atos diz que Cristo é o único que pode oferecer a salvação: “E em nenhum outro há salvação, porque também debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual devamos ser salvos.” (Atos 4.12). Deus executou o seu Plano de Salvação em Cristo. Na cruz do Calvário ele consumou a obra que Deus havia lhe confiado, porém, seria preciso dar continuidade a expansão desse Plano, ou seja, continuar divulgando os feitos do Senhor e levar vidas à presença do Senhor, para que Ele, através do Seu Espírito Santo convença essas almas do pecado e do juízo, de modo, que, aqueles que aceitarem esse Plano de Salvação será salvo. Deus, hoje, precisa de você e também de mim para juntos expandirmos o Reino dos Céus, mediante a pregação e o ensino da Palavra de Deus. É preciso difundir o Evangelho e Deus, mais uma vez não conta com os anjos, mas comigo e contigo. Amém!

Você está ao lado de Deus?

“E andou Enoque com Deus, depois que gerou a Matusalém, trezentos anos, e gerou filhos e filhas.” (Gênesis 5.22).

Está ao lado de Deus é está você nEle e Ele em você. é na verdade fazer a Sua vontade e andar com Ele como andou Enoque. O ex-presidente americano Abraham Lincoln entre as muitas frases célebres que disse quando em vida, uma eu destaco para esse momento: “Estou mais preocupado em saber se estou do lado de Deus, do que saber se Deus está realmente do meu lado”. Essa frase me faz refletir sobre a minha própria condição espiritual de cristão, e perguntar ao próprio homem interior: será que estou de fato ao lado de Deus?  Será que estou ligado à videira verdadeira, Cristo? Será que estou ao lado do Espírito Santo? São perguntas que o crente deve fazer todos os dias, pois a natureza adâmica está sempre querendo aflorar e deixá-lo em situação complicada diante de Deus, da sociedade e da igreja do Cordeiro. O nobre presidente não estava preocupado se Deus estava ao seu lado, mas se ele próprio estava ao lado do Senhor. O centurião de Cafarnaum foi muito verdadeiro ao dizer a Jesus que não estava em condições espirituais de recebê-lo em seu lar: “…  quando já estava perto da casa, enviou-lhe o centurião uns amigos, dizendo-lhe: Senhor, não te incomodes, porque não sou digno de que entres debaixo do meu telhado.” (Lucas 7.6). Muito menos andar ao lado do Mestre de Nazaré. Quando Jesus morreu na cruz do Calvário, deixou bem claro que a partir daquela data todos teriam condições de andar ao lado de Deus. O véu do Templo foi rasgado de alto a baixo, indicando que o lugar santo dos santos agora estava liberado a todos quantos recebessem o Filho como seu Salvador, e não mais exclusivamente aos sacerdotes. E você já o aceitou a Jesus Cristo como seu Senhor e seu Salvador? Somente após este ato é que podemos dizer que estamos andando ao lado de Deus. Não confie em você mesmo, tal como fez Sansão, achando que Deus estava andando com ele, quando na verdade Deus estava longe dele: “disse ela (Dalila): Os filisteus vêm sobre ti, Sansão. E despertou ele do seu sono, e disse: Sairei ainda esta vez como dantes, e me sacudirei. Porque ele não sabia que já o Senhor se tinha retirado dele.” (Juízes 16.20). Não permita Deus se afastar de você, para isso você deverá sempre se aproximar dEle!

Terminou as férias!

“Tudo quanto te vier à mão para fazer, faze-o conforme as tuas forças, porque na sepultura, para onde tu vais, não há obra nem projeto, nem conhecimento, nem sabedoria alguma.” (Eclesiastes 9.10).

Outro dia ouvi uma criança dizer: “Não gosto de férias!”. Quem é que não gosta de umas boas férias? Acho anormal alguém dizer que não gosta de passar alguns dias longe de suas atividades rotineiras, seja o trabalho, o serviço do lar ou mesmo a escola, ou Faculdade. As férias fazem bem para a saúde, ela só não faz bem quando é em excesso, ou seja, a pessoa não se ocupar mais em nada, somente lazer, lazer e mais lazer. As férias fazem bem para a alma, pois leva à pessoa a descontração, a brincadeiras saudáveis e diversão comedida. Assim, as férias se tornam muito boas, quando a nossa mente descansa das tarefas diárias e da rotina do trabalho e da escola. Quero lhe dizer uma coisa muito preocupante, é quando Deus procura seus filhos para executarem seus trabalhos em Sua obra e a pessoa não é encontrada porque está de férias. Tem muita gente que passa os 365 dias do ano de repouso total. A Palavra de Deus é bem clara: “Tudo quanto te vier à mão para fazer, faze-o conforme as tuas forças…”. Como a pessoa cristã irá fazer alguma coisa para Deus se nunca está disponível para tal? Porquanto, se encontra de férias. A orientação bíblica é bem enfática quando diz: “… porque na sepultura, para onde tu vais, não há obra nem projeto, nem conhecimento, nem sabedoria alguma.”. Ora, se lá não há como trabalhar para Deus, então, a hora é essa, aqui nesta terra, chamada de seara extensa. Saia do repouso, suas férias já terminou faz tempo, se apresente para a obra. Deus precisa que você realize algo especial e edificante para Ele. O Seu reino precisa crescer, e para isso, o Senhor necessita de bons obreiros e obreiras, e você é um deles; você é uma delas. Terminou as suas férias! Se apresente para lutar ao lado de

Não se envergonhe de Deus!

“Porque, qualquer que de mim e das minhas palavras se envergonhar, dele se envergonhará o Filho do homem, quando vier na sua glória, e na do Pai e dos santos anjos.” (Lucas 9.26).

 

Não permita que Jesus um dia venha se envergonhar de você, basta tão somente você não ter vergonha dEle e nem de sua Palavra, hoje. Infelizmente, há alguns cristãos que sentem vergonha de serem o que realmente são: crentes em Jesus Cristo. Eles não conseguem se apresentar na sociedade, na escola, na Faculdade, na fábrica ou mesmo na rua como servos do Deus Altíssimo. Além do mais, quando alguém descobre que eles professam a fé em Jesus Cristo, acabam sendo desacreditados, pois o testemunho não é digno de um cristão. A Bíblia conta um relato, o qual ocorreu logo após a prisão de Jesus Cristo no Getsêmani, quando Judas Iscariotes o entregou aos soldados: “Então, prendendo-o, o levaram, e o puseram em casa do sumo sacerdote. E Pedro seguia-o de longe. E, havendo-se acendido fogo no meio do pátio, estando todos sentados, assentou-se Pedro entre eles. E como certa criada, vendo-o estar assentado ao fogo, pusesse os olhos nele, disse: Este também estava com ele. Porém, ele negou-O, dizendo: Mulher, não O conheço. E, um pouco depois, vendo-o outro, disse: Tu és também deles. Mas Pedro disse: Homem, não sou.” (Lucas 22.54-58). Pedro negou a Jesus Cristo três vezes, tudo porque o seguia de longe. Quem segue Jesus assim como Pedro, com certeza acabara negando-o e se envergonhando dEle. Venha para perto de Jesus Cristo. Chegue-se a Ele e Ele se chegará a você!

Ótima noticia, meu amigo está descongelando!

Entenebrecidos no entendimento, separados da vida de Deus pela ignorância que há neles, pela dureza do seu coração.” (Efésios 4.18).

 

Que notícia boa recebi hoje, alguns amigos meus que estavam congelados, frios, como se estivessem no congelador, começam a dar sinais de que estão descongelando. Não é ainda o excelente sinal, mas quem descongela, sai da frieza espiritual, tem grandes chances de se aquecer novamente. Não podemos ser gelado, nem morno e nem frio, o ideal é ser quente, andar na temperatura que o Espírito Santo quer que o crente ande, a fim de que Ele possa usá-lo no momento em que Ele achar melhor. No livro do Apocalipse o Senhor Jesus alerta que aqueles que estiverem na temperatura tendendo para o frio, ou mesmo morno, no que diz respeito a vida espiritual, não terá muita chance de andar ao lado de Cristo, quanto mais quem está no congelador, porquanto, nada lhe faz glorificar ao Senhor. Se há louvor, o mesmo não lhe agrada, se alguém prega, a pregação é cheia do “EU”, e Deus não está usando o pregador, os cultos por sua vez, não são animadores e nem proporcionam o fervor do Espírito Santo, aliás, nada está bom para esse crente. Aliás, ele já andou por várias igrejas e todas têm inúmeros defeitos. Tais fatores são frutos do congelamento espiritual. Tenho uma notícia boa para você: Assim como as geleiras da Antártica estão prestes a derreterem, assim tem muitos cristãos descongelando, e poderão ficar menos frios e, quem sabe, serem aquecido pelo poder de Deus. Se você é um desses que se encontra no congelador, então, descongele e vá para o sol. O sol da justiça, Cristo, irá de derreter e depois te aquecerá e lhe colocará na temperatura ideal para ser usado pelo Espírito Santo. Seu coração ainda está duro, calcificado, gelado, mas Deus está derretendo. Aleluia!

Saindo da prova…

“Amados, não estranheis a ardente prova que vem sobre vós para vos tentar, como se coisa estranha vos acontecesse.” (1 Pedro 4.12).

O crente não escolhe o dia e nem a hora de suas provações, muito menos, decide sobre a data de sua tentação, assim sendo, ele precisa está constantemente pronto para enfrentar qualquer que seja o vendaval espiritual que venha assolar a sua vida. A prova do cristão é toda orquestrada por Deus, porém, a tentação é manipulada pelo inimigo, Satanás: “Ninguém, sendo tentado, diga: De Deus sou tentado; porque Deus não pode ser tentado pelo mal, e a ninguém tenta.” (Tiago 1.13).  Pelo texto e à luz da história bíblica, os que procuraram servir a Deus e fazer a vontade de Jesus Cristo, o Salvador, sofreram grande perseguição. Nos dias dos apóstolos de Cristo, todos os cristãos foram perseguidos, açoitados e muitos morreram por a amor a Cristo. Eles passaram pela prova. O escritor aos hebreus diz em seu livro: “E que mais direi? Faltar-me-ia o tempo contando de Gideão, e de Baraque, e de Sansão, e de Jefté, e de Davi, e de Samuel e dos profetas, os quais pela fé venceram reinos, praticaram a justiça, alcançaram promessas, fecharam as bocas dos leões, apagaram a força do fogo, escaparam do fio da espada, da fraqueza tiraram forças, na batalha se esforçaram, puseram em fuga os exércitos dos estranhos. As mulheres receberam pela ressurreição os seus mortos; uns foram torturados, não aceitando o seu livramento, para alcançarem uma melhor ressurreição; E outros experimentaram escárnios e açoites, e até cadeias e prisões. Foram apedrejados, serrados, tentados, mortos ao fio da espada; andaram vestidos de peles de ovelhas e de cabras, desamparados, aflitos e maltratados (Dos quais o mundo não era digno), errantes pelos desertos, e montes, e pelas covas e cavernas da terra. E todos estes, tendo tido testemunho pela fé, não alcançaram a promessa, provendo Deus alguma coisa melhor a nosso respeito, para que eles sem nós não fossem aperfeiçoados.” (Hebreus 11.32-40). A história dos primeiros séculos foi marcada por inúmeras perseguições aqueles que professavam a sua fé em Cristo. Muitos foram queimados vivos por amor ao Senhor Jesus. A prova que enfrentamos não chega nem perto do que eles passaram. A tentação do inimigo, Satanás é a mesma para nossos dias e mais aprimorada, sofisticada, porém, ele é o mesmo mentiroso, que veio roubar, matar e destruir, conforme o relato bíblico. Não esqueça que Deus prova o homem e não o mantém constantemente nesta condição. Satanás tenta o homem e não cessará de tentar os filhos de Deus, até que venha o Dia do Senhor para arrebatar a Sua igreja da terra. Continue firme, não desanime e nem faça corpo mole, mas creia em Deus, pois dEle virá o teu socorro. Saiba então uma coisa importante: Você está saindo da prova…